Sidney Leite destaca fortalecimento da cadeia produtiva do Amazonas após adesão ao Sisbi

Deputado Sidney Leite (AM). Foto: Cláudio Araújo.

O deputado Sidney Leite destacou, no Plenário da Câmara dos Deputados, a adesão da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) ao Sistema Brasileiro de Inspeção (Sisbi).

O objetivo do Sisbi é padronizar os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e a segurança alimentar. Com a conclusão da última etapa do processo de adesão, os estabelecimentos do Amazonas que estiverem cadastrados no sistema poderão comercializar seus produtos de origem animal em todo o País, e não apenas no Estado.

“Isso vai fortalecer a estrutura da cadeia produtiva da agropecuária, seja do pescado, da bovinicultura, dos derivados de leite, bem como também a suinocultura, avicultura e outros”, ressaltou.

Pleito antigo
Sidney Leite vem defendendo a adesão da Adaf ao sistema desde que estava à frente da Secretaria de Estado do Amazonas.

“É um pleito antigo de quem milita, trabalha, empreende no agronegócio. Fico feliz de ter tido a oportunidade, como secretário de Estado, de ter dada a minha parcela de contribuição, como também no fortalecimento da estrutura da Agência de Defesa Agropecuária estadual”, disse.

Segundo o parlamentar, a adesão da Adaf ao Sisbi vai melhorar não só a estruturação das cadeias produtivas do Amazonas, mas também fortalecer o comércio integrado de estados vizinhos, que poderão usufruir de tudo aquilo que é produzido e beneficiado no Amazonas e na Amazônia Ocidental.

Ministério da Agricultura
O processo para solicitação da adesão da Adaf ao sistema iniciou-se em dezembro de 2019, e envolveu diversas etapas, sendo a última delas a de elaboração de um programa de trabalho. Sidney Leite agradeceu o apoio do secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes.

“Quero aqui agradecer à ministra Tereza Cristina, e a todos os técnicos da Adaf, do Sistema Sepror do Idam [Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas], e ao secretário Marcos Montes, que contribuíram para que pudéssemos, hoje, estar comemorando esta grande vitória do agronegócio do Amazonas, que é basicamente construído por produtores de agricultura de perfil familiar”, afirmou.

Diane Lourenço

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *