Parlamentar do AM diz que Rio+20 não atendeu expectativas

Deputado Carlos Souza - PSD/AM (Foto: Heleno Rezende)

A Conferência das Nações Unidas sobre o desenvolvimento sustentável, a Rio+20, terminou na noite de ontem (24) sem alcançar o objetivo almejado, a definição de metas para a preservação do meio ambiente, diz odeputado federal Carlos Souza (PSD/AM). Segundo ele, sua insatisfação deve-se, principalmente, pelo fato de o tema ‘Amazônia’  nem sequer ter sido citado nos debates de maior relevância no encontro.

“Como que se discute sobre meio ambiente, desenvolvimento sustentável e economia verde, sem mencionar a Amazônia, considerada o pulmão do mundo? Além disso, eles se esqueceram dos 25 milhões de amazônidas que vivem em extrema situação de pobreza em uma verdade fábrica engessada, a floresta amazônica”, frisou.

Souza aponta ainda que a criação do Comitê interministerial para acompanhar as intenções propostas na Rio+20 deveria ter sido aprovado e que seria uma injeção de ânimo para os países, mas que lamentavelmente só o Programa da ONU para o Meio Ambiente, o PNUMA, foi fortalecido, sem ter se tornado agência como os líderes esperavam.

“O problema das definições desta conferência é o adiamento do que já é urgente, que são medidas para adotar os objetivos de desenvolvimento sustentável, como a redução do gás carbono. Estamos conscientes de que os países ricos, que são os grandes poluidores, só tomarão providencias se for obrigados, o que não ocorreu”, avaliou.

Dentre os compromissos estabelecidos na Rio+20 estão,  a erradicação da pobreza, um acordo para implementar os desenvolvimento sustentável a partir de 2015 e a redução dos incentivos fiscais aos combustíveis fósseis.

Para o deputado amazonense, outro ponto negativo foi o investimento de 150 milhões de dólares para a realização da convenção, o que ele considerou um valor muito alto para não ter definições concretas, como o cumprimento de metas.

O parlamentar ressaltou que os pontos positivos da Conferência são poucos, relacionados aos negativos. A logística do evento, a segurança, a organização e a conscientização através de debates foram destacadas por Souza. Ele observou ainda que um acordo entre prefeitos de grandes cidades, de se desenvolverem de forma sustentável, mantendo uma preocupação com o meio ambiente e investindo em energia limpa, é uma das propostas relevantes.

“A minha avaliação desta conferência é que não chegamos nem perto do nosso objetivo, não sei realmente se ela teve grande valia, houve muitas promessas e poucas definições, o que de concreto não temos nada”, concluiu.

Mirelly Maria
Assessora de imprensa do dep. Carlos Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *