Raul Lima reforça importância da Venezuela para o Mercosul

Raul Lima em entrevista à jornais venezuelanos

O deputado federal Raul Lima (PSD-RR) falou nesta terça-feira (31) sobre o ingresso da Venezuela ao Mercosul, bloco econômico já formado por Brasil, Uruguai e Argentina. “Isto é extremamente importante. Está acima de qualquer raciocínio ideológico”, enfatizou o deputado, que como representante brasileiro no Parlamento do Mercosul, sempre defendeu a entrada da Venezuela no grupo.

“Os Estados Unidos quebraram sua economia através da financeirização. O liberalismo econômico levado às últimas consequências. O que resta a eles? Resta transformar os países em desenvolvimento em mercados de consumo e fornecedores de matéria prima barata”, avaliou Lima.

Para o deputado, a forma de fugir deste modelo é a industrialização, que só é possível com a unidade dos países de América do Sul. “O Paraguai vinha impedindo a entrada da Venezuela até agora. Todo e qualquer brasileiro que entenda um pouco de geopolítica e que tenha estima pelo seu país está apoiando a atitude da presidenta Dilma Rousseff, da Argentina e do Uruguai”, afirmou.

Raul Lima enfatizou que a necessidade de integração é inquestionável. “Nós, sem a menor sombra de dúvida, ganhamos. Ganha a Venezuela e, por paradoxal que pareça, ganha o Paraguai”, afirmou o deputado, dizendo que o presidente Hugo Chávez deve convidar empresários paraguaios para visitar a Venezuela e conhecer as possibilidades de negócios que o país oferece.

Oficial – A entrada da Venezuela no Mercosul será oficializada hoje (31) em Brasília, em uma cúpula extraordinária dos líderes dos países que formam o bloco: Dilma Rousseff, o presidente uruguaio, Pepe Mujica, e a presidenta argentina, Cristina Kirchner. Com o ingresso da Venezuela, o Mercosul contará com uma população de 270 milhões de habitantes (70% da população da América do Sul), registrando um Produto Interno Bruto (PIB) em valores correntes de US$ 3,3 trilhões (o equivalente a 83,2% do PIB sul-americano) e um território de 12,7 milhões de quilômetros quadrados (72% da área da América do Sul), de acordo com o Itamaraty.

A incorporação da Venezuela ao Mercosul ocorrerá, juridicamente, a partir do dia 13 de agosto, pois é necessário cumprir os prazos para análise dos documentos até a sua conclusão, conforme as regras do bloco.

Assessoria de imprensa do dep. Raul Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *