Lideranças do Sul do Estado levam ao governador reivindicações para ajudar a avicultura

A crise da avicultura foi tema de reunião entre o governador Raimundo Colombo, empresários da agroindústria, deputados federais e estaduais e os presidentes da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) e da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Eles entregaram a Colombo a Carta de Nova Veneza, um documento com 15 reivindicações para o setor.

Entre os pedidos está a isenção do ICMS sobre a carne de frango por, pelo menos, 90 dias. “Sabemos que não é a solução, mas é uma medida que vai ajudar o setor a tomar fôlego e se recuperar um pouco da crise pela qual está passando”, avaliou o deputado Federal Jorge Boeira (PSD). O governador explicou que a arrecadação estadual com aves e suínos já é quase nula e que não é possível tirar mais nada. Mas adiantou que, se o governo federal repassar o ICMS da Lei Kandir, dará prioridade de pagamento para o setor.

Colombo também disse que já se dispôs a ajudar as empresas a pagar o frete de milho do Centro-Oeste para o Estado, mas para isso é preciso que o governo federal retire o preço do frete do valor da saca do produto. O custo apenas do transporte hoje é de R$14,00 a saca.

Outra reivindicação levada pelos diretores da Tramonto Alimentos e da Agrovêneto, ambas do Sul do Estado, é uma linha de crédito do BNDES para a agroindústria. O assunto estará na pauta de votação do Conselho Monetário Nacional (CMN), no próximo dia 27. O governador se comprometeu a levar a solicitação ao BNDES.

Jane Santin
Assessora de imprensa do dep. Jorge Boeira

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *