Junji elogia difusão de conhecimentos

Melhorar a rentabilidade dos negócios, com diversificação e agregação de valor aos produtos é um desafio que os míni, pequenos e médios profissionais do campo só poderão vencer se contarem com a ajuda de instituições como a Fatec – Faculdade de Tecnologia. Expondo este raciocínio, o deputado federal Junji Abe (PSD-SP) enalteceu a realização do IV Sintagro – Simpósio Nacional de Tecnologia em Agronegócio, oficialmente aberto nesta quinta-feira (18/10/2012).

“Enquanto o poder público ainda patina na implantação de políticas públicas adequadas para atender o segmento de míni, pequenos e médios produtores, este evento brinda os atores de todos os elos das cadeias produtivas com o mais precioso bem existente na humanidade: o conhecimento”, manifestou-se Junji, na abertura do IV Sintagro, promovido pela Fatec Mogi das Cruzes.

Por iniciativa do deputado, o evento contou, pela primeira vez, com auxílio financeiro do governo estadual. Junji conseguiu da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia a liberação de R$ 20 mil para a Fatec Mogi realizar o simpósio, que prosseguirá até sábado (20/10). A verba foi encaminhada ao Ceeteps – Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza para posterior repasse à unidade mogiana.

Ao esclarecer que apresentou a emenda ao governo estadual depois de ter sido acionado pelo diretor da Fatec Mogi, Fernando Juabre Muçouçah, Junji assinalou a importância do simpósio para o Alto Tietê e outros pólos paulistas com grande concentração de míni, pequenos e médios empresários rurais. “Os participantes terão acesso a informações e orientações capazes de melhorar sua atuação nos negócios, com diversificação e agregação de valores aos produtos”.

Segundo Junji, o simpósio também contribui para evidenciar o peso do agronegócio na conjuntura econômica nacional. “O setor garante o saldo favorável da balança comercial brasileira, responde por um terço dos empregos gerados no País e por 30% da pauta dos produtos exportados”, enumerou, observando o cuidado dos produtores em avançarem em harmonia com o meio ambiente, “porque sabem que dependem do equilíbrio ambiental para se manterem na atividade”.

Especialistas em ciências agrárias e veterinárias, tecnólogos em agronegócio e pesquisadores integram o elenco de palestrantes do IV Sintagro. O evento aborda a “valoração agropecuária e empreendedorismo nas pequenas e médias propriedades”, além de apresentar oportunidades de negócios e desafios para cadeias agropecuárias exploradas de forma intensiva, de alto valor agregado, bastante diversificado e centrado no desenvolvimento sustentável.

A Fatec mogiana realiza o IV Sintagro nas dependências do Cemforpe – Centro Municipal de Formação Pedagógica de Mogi das Cruzes, que comporta 757 pessoas. O prédio também dispõe de bloco didático com salas menores, onde cada uma tem 100 lugares, possibilitando atividades paralelas, como mesas redondas. A unidade foi idealizada e construída por Junji, durante o período em que foi prefeito da Cidade, de 2001 a 2008.

Voz do campo

Reconhecido como um dos mais ferrenhos defensores dos míni, pequenos e médios profissionais do campo no Congresso Nacional, o deputado federal Junji Abe preside a inédita Pró-Horti – Frente Parlamentar Mista em Defesa do Segmento de Hortifrutiflorigranjeiros. O colegiado reúne mais de 200 congressistas – entre deputados e senadores – solidários ao apelo pela implantação de políticas públicas direcionadas ao segmento de verduras, legumes, tubérculos, bulbos, frutas, champignon, mel e derivados, aves e ovos, pecuária de leite de pequeno porte, flores e outros itens destinados ao abastecimento do mercado interno.

Além disso, Junji integra a FPA – Frente Parlamentar Mista em Defesa da Agropecuária e todos os demais colegiados do Congresso ligados à produção de alimentos. “É vital nos unirmos para fortalecer a economia verde, representada pelo agronegócio, o maior patrimônio econômico da Nação”, sentenciou o deputado que participou da abertura do IV Sintagro, ao lado do filho, o advogado, consultor ambiental, professor universitário e produtor rural Juliano Abe.

Nas eleições de 7 de outubro último, Juliano Abe (PSD) foi eleito vereador de Mogi das Cruzes, com 5.923 votos, a maior votação nominal já conquistada por um candidato ao Legislativo na história da Cidade. A participação do recém-eleito no evento sinaliza que o novo membro da Câmara trabalhará firme em favor do agronegócio mogiano, erguendo a bandeira encampada pelo pai em nível nacional.

O deputado nutre especial carinho pela unidade mogiana da Fatec, instalada em 2008, graças à parceria entre governo estadual e a Prefeitura, comandada por ele na época. A faculdade entrou em operação oferecendo o curso superior de Tecnologia em Agronegócios. Foi uma sugestão do próprio ex-prefeito, que apontou a carência de formação profissional na área em contraste com o fato de a Região ser um dos principais polos produtores de hortaliças e flores do País.

A aulas na Fatec Mogi começaram em 15 de setembro de 2008, com duas turmas de 40 alunos do curso de Tecnologia em Agronegócios, nos períodos da tarde e da noite.  A cada semestre são abertas mais 80 vagas, metade no horário matutino e a outra no noturno. A estrutura física da unidade comporta 1,4 mil alunos. Desde o ano passado, Junji reivindica do governo estadual a ampliação do prédio, visando acomodar o grande número de estudantes que, atualmente, também frequentam os cursos de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e em Recursos Humanos.

Além de Junji, Juliano Abe e do diretor da Fatec Mogi, Fernando Juabre Muçouçah, participaram da abertura do IV Simpósio Nacional de Tecnologia em Agronegócio o  coordenador de Ensino Superior do Centro Paula Souza, Ângelo Luiz Cortelazzo; o representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilberto Carlos Cerqueira Mascarenhas; e o presidente da Comissão Científica do Sintagro,Gilberto José da Cunha.

Também prestigiaram o evento o representante do campus da Universidade de São Paulo na Zona Leste, Diamantino Pereira; Niro Higuchi, pesquisador do Inpa – Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia; Osvaldo Nagao, secretário municipal de Agricultura de Mogi das Cruzes; Fernando Ogawa, presidente do Sindicato Rural local; e Renato Abdo, engenheiro agrônomo do Sindicato Rural de Mogi e integrante da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Hortaliças da Secretaria de Estado da Agricultura; entre outras autoridades, lideranças, estudantes e profissionais do agronegócio.

Mel Tominaga
Assessoria de Imprensa

1 Comentário

  1. Agradeço, em nome da comissão organizadora e comissão científica, a participação do nobre deputado na abertura do IV Sintagro.
    A inestimável ajuda intermediada pelo deputado Junji Abe, tão sensível às necessidades do produtor rural, permitiu que o IV Sintagro congregasse um conjunto de alto nível de especialistas para apresentar e discutir ideias aplicáveis, de forma geral, ao agronegócio brasileiro e, particularmente, à região do Alto Tietê, disseminando conhecimento aos alunos, profissionais, professores e produtores presentes.
    Também é digno de nota que tivemos cerca de 65 trabalhos científicos focados no agronegócio apresentados em painéis e oralmente, fornecendo um panorama do que vem sendo pesquisado nas Fatecs e algumas universidades de outros estados.
    O IV Sintagro foi, sem dúvida, um marco para o agronegócio de Mogi das Cruzes e do Alto Tietê.
    Muito obrigado!

    Prof.Dr. Gilberto José da Cunha
    IV Sintagro – Comissão Científica, presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *