Irajá Abreu enfatiza a participação do setor rural na Rio +20

O deputado federal Irajá Abreu (PSD-TO) participou da Rio +20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, e esteve na audiência pública das Comissões de Agricultura e de Meio Ambiente do Senado Federal promovida no Espaço Agrobrasil da CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária).

A reunião teve como objetivo debater a proposta apresentada pela Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária, Embrapa e a Agência Nacional de Águas (ANA) de criação de uma Área de Preservação Permanente Global (APPs) para a conservação do potencial hídrico no mundo.

A proposta de instituir a APP Global surgiu da experiência bem sucedida brasileira e tem como objetivo preservar a vegetação nativa das margens de rios, córregos e nascentes.

Irajá Abreu afirma que o setor rural brasileiro está participando da Rio +20, apresentando propostas e ações que promovam o desenvolvimento sustentável, a conservação do meio ambiente e a geração de emprego e renda.

“O setor rural está participando ativamente da Rio +20. No dia 19 de junho encaminhamos para o exame do Chefes de Estados participantes o Documento de Posição do Setor Agropecuário Brasileiro que apresenta uma séria de ações: a instituição da APP Global; redução das emissões de gases; comprometimento sobre a universalização da tecnologia e criação de um fundo para a recuperação de áreas degradadas. Defendemos que muito da degradação ambiental é causada pela pobreza e a falta de acesso à tecnologia. A participação do setor rural na Rio +20 está focada principalmente no entendimento que meio ambiente é ciência e compromisso”, afirma Irajá Abreu.

Potencial hídrico

O deputado Irajá Abreu afirma que a criação de uma APP Global é uma proposta relevante e que merece a avaliação dos Chefes de Estado.

“A água é um bem de grande valor e seu uso estratégico neste século. O aumento da demanda de água pelo crescimento populacional, da expansão da indústria, aliado a progressiva necessidade de produção de alimentos é ponto de partida para instituir um planejamento global de conservação, uso racional e tecnológico da água. A criação das Áreas de Preservação Permanente Global, respeitando as condições e a soberania dos países, é um passo à frente na concepção de conservação, de um planejamento e de um esforço mundial neste sentido”, disse o deputado.

A Conferência Rio+20 está sendo realizada de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro, e marca os vinte anos de realização da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio-92), têm como temas principais: a economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza; e a estrutura institucional para o desenvolvimento sustentável.  O objetivo da Rio +20  é definir ações conjuntas para a elaboração da agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

Cláudia Peixoto
Assessora de imprensa do dep. Irajá Abreu

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *