Homero Pereira quer ouvir BNDES sobre concentração de recursos para grandes frigoríficos

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) aprovou, na última quarta-feira (04), requerimento de autoria do deputado federal Homero Pereira (PSD-MT), para realizar audiência pública sobre problemas que envolvem a cadeia produtiva da bovinocultura de corte.  Segundo o deputado, há uma grande concentração de indústrias frigoríficas nas mãos de poucos grupos empresariais. Diante disso, ele pretende ouvir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que, aparentemente, dificulta o acesso de frigoríficos de médio porte às linhas de financiamento do banco.

“Vou questionar quais os critérios que O BNDES usa para poder, em detrimento de pequenos e médios frigoríficos, concentrar o dinheiro do banco somente nos grandes frigoríficos”, salientou o deputado.

Homero Pereira afirma ainda que há uma disparidade entre o preço que é pago aos produtores e o preço que o consumidor paga na gôndola do supermercado. Por isso, ele diz que a ideia, nessa audiência pública, é elaborar uma agenda positiva para alcançar uma solução o mais rápido possível. “O objetivo não é acusar, mas descobrir como harmonizar essa cadeia tendo em vista que é uma das mais importantes do Brasil, o maior país produtor e exportador de carne bovina do mundo. Trazer essa discussão para dentro parlamento é uma reivindicação justa das partes prejudicadas com esse movimento de monopolização do segmento”, destacou.

Os convidados para a audiência pública serão: a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), a Frente Nacional da Pecuária (Fenapec), a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo); os grupos JBS- Friboi e Marfrig, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A data da audiência ainda não foi definida.

Da Redação

Ouça a matéria:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *