Em evento na CNC, Campos anuncia reinstalação de Frente Parlamentar do Varejo

Ao lado do ministro interino Alessandro Teixeira (Desenvolvimento, Indústria e Comércio exterior), o líder do PSD, deputado Guilherme Campos (PSD-SP), participou, nesta quinta-feira (12), da mesa de abertura do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, na Confederação Nacional do Comércio, em Brasília.

Além de agradecer o ministro por sempre deixar “as portas abertas para o setor”, Campos anunciou a reinstalação, no segundo semestre, da Frente Parlamentar do Varejo. Segundo o deputado, 90% das microempresas atuam no varejo.

Campos falou ainda sobre o sonho de todo o cidadão, de constituir uma empresa própria. “O brasileiro é empreendedor por natureza e nós temos que ajudar. Depois do Minha Casa, Minha Vida, precisamos implementar o Minha Empresa, Meu Sonho”, disse o líder.

O ministro reconheceu a importância das micro e pequenas empresas para o Brasil e disse que o papel do governo é fazer com que todas elas saiam fortalecidas desse momento “atípico da economia nacional e internacional”.

Teixeira finalizou com um recado da presidente Dilma Rousseff: estou aqui para falar que o que a presidenta quer é ver a pequena empresa crescendo e fortalecida sempre.

Além do ministro e de Campos, Humberto Luiz Ribeiro, secretário de comércio do Ministério, Bruno Quick, gerente da unidade de políticas públicas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e Luiz Suiffo, vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo participaram do evento.

Durante a cerimônia, foram assinados acordos de cooperação técnica entre o ministério, a Frente Nacional dos Prefeitos, a Confederação Nacional dos Municípios, Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil e o Instituto Rui Barbosa, assim como um aditivo ao acordo de cooperação técnica do ministério e Sebrae Nacional.

Outro ponto importante do evento foi o lançamento da cartilha do Programa de Financiamento às Exportação das Micro e Pequenas Empresas e da consulta pública sobre as diretrizes para uma política nacional de empreendedorismo.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *