CPI vai investigar contaminação de igarapés no Pará

O deputado Delegado Éder Mauro (PA), que faz parte da comissão externa que investiga possível vazamento químico da mineradora norueguesa Hydro Alunorte, no município paraense de Barcarena, destacou nesta terça (8), que o caso vai ser investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

“Solicitamos ao presidente da Câmara a instalação desta CPI para que possamos verdadeiramente tomar as providências necessárias, já que o governo do estado e a Secretaria de Meio Ambiente estão coniventes com o que está acontecendo na região”, criticou Éder Mauro. Segundo o parlamentar, com a instalação da CPI as investigações podem indicar às autoridades competentes as providências civil e criminal a serem tomadas.

Após a instalação da CPI o colegiado terá o prazo de 120 dias para apresentar relatório final.

Ouça a reportagem :

 

Histórico

A contaminação de igarapés no Pará foi detectada em 17 de fevereiro deste ano, após fortes chuvas na região. O Ibama – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente – e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente não detectaram transbordamento dos depósitos de rejeito, mas moradores denunciaram a existência de dutos clandestinos de despejo. A pedido do Ministério Público, a Justiça do Pará determinou a suspenção parcial das atividades da Hydro Alunorte.

A empresa mostrou estudos que descartam a hipótese de impacto ambiental nos eventuais problemas com dutos da empresa. Mas, durante audiência pública realizada na Câmara em 13 de março deste ano, o pesquisador em saúde pública do Instituto Evandro Chagas, Marcelo Lima, confirmou a contaminação de rios e igarapés com produtos químicos, que podem ser cancerígenos em caso de contato contínuo com a população.

Diane Lourenço com informações da Agência Câmara

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *