Secretário é convidado por comissão da Câmara dos Deputados a prestar esclarecimento sobre acordo com Comando Vermelho

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou, nesta quarta-feira (7), o requerimento do deputado federal Delegado Éder Mauro (PSD/PA) para chamar o secretário de Administração Penitenciária do Pará, Jarbas Vasconcelos, a prestar esclarecimento sobre o acordo fechado entre o alto escalão do Governo do Pará com a facção criminosa Comando Vermelho, para encerrar uma série de assassinatos de servidores do sistema prisional paraense.

A comissão quer saber porque a facção criminosa tem poder junto à Secretaria de Administração Penitenciária do Pará para conduzir negociações e impor exigências, entre elas, a instauração de procedimentos contra agentes prisionais e a exoneração de diretores de presídios escolhidos pela facção.

Delegado Éder Mauro. Foto: Cláudio Araújo

“A cúpula do governo do Pará reservou uma cela na área de segurança máxima da Penitenciária, trouxe as lideranças do Comando Vermelho, passou o telefone e fez uma Conferência entre a cúpula da SEAP com o líder da facção criminosa do Rio de Janeiro, Léo 41, que conduziu toda a negociação, fez suas exigências e todas foram acatadas”, descreveu o federal sobre os áudios veiculados pela reportagem do programa “Fantástico”, no último dia 4.

Aprovado por unanimidade, a votação do requerimento foi acompanhada pelos deputados Capitão Alberto Neto e Delegado Antônio Furtado. Ainda na comissão, o deputado Capitão Alberto Neto aproveitou a denúncia de Éder Mauro e propôs a criação de uma comissão externa para acompanhar a situação das penitenciárias no Brasil, para ele, é necessário parar de “enxugar gelo”. O pedido foi acatado e encaminhado à presidência da Câmara dos Deputados para apreciação.

Assessoria de comunicação do deputado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *