Sargento Fahur lembra da tragédia em SC e propõe policiais da reserva como segurança

Durante reunião da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), o deputado Sargento Fahur (PR) prestou condolências aos familiares das cinco vítimas que morreram após o ataque de um jovem a uma creche em Santa Catarina.

Deputado Sargento Fahur. Foto: Cláudio Araújo

Fahur homenageou as duas professoras que morreram ao defender as crianças menores de 2 anos. “Tenho informações de que uma das jovens professoras protegeram com o próprio corpo algumas crianças e acabaram não resistindo aos ferimentos causados pelo facão. Eu presto continência a estas duas educadoras que honraram até o último minuto a sua profissão.”

Segurança nas escolas
De acordo com o deputado, é preciso pensar em mecanismos de segurança para as creches. “Nessas escolas estão nossos maiores tesouros. Vamos trabalhar junto aos governos para colocar policiais que estão indo para reserva e que ainda têm muito a oferecer para protegerem nossas crianças e professores.”

Tragédia
Cinco vítimas foram mortas pelo jovem Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, que invadiu uma creche em Santa Catarina na terça-feira (4), e utilizando uma espada, matou duas professoras e três crianças de menos de dois anos de idade.

“Eu nunca vi alguém surtar e subir o morro pra matar bandido. É diferente o tratamento que temos que dar para de um trabalhador em forte estresse que tem problemas psicológicos de um cara que passa o dia inteiro no vídeo game matando online e depois sai para cometer crimes”, indignou-se Fahur.

Diane Lourenço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *