Sangento Fahur vai debater segurança pública na zona de fronteira do Brasil

Na terça-feira (17), os deputados da comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), aprovaram o pedido de realização de audiência pública para tratar sobre segurança na zona de fronteira do Brasil. A proposição (Req 32/2019) também foi subscrita pelo deputado Sargento Fahur (PR).

Deputado Sargento Fahur (PR). Foto: Cláudio Araújo

“Muitos estados precisam aumentar seu efetivo de fronteira, inclusive o da Polícia Rodoviária Federal, até porque nossas fronteiras estão tendo registo de várias apreensões, como é o caso da apreensão de crack na região de Guaíra, Foz do Iguaçu. Cobro dos governos estaduais o aumento de efetivo nessas regiões”, enfatizou Fahur.

O Brasil possui 23.102 km de fronteiras, sendo 15.735 km terrestres e 7.367 km marítimas. A fronteira terrestre representa cerca de 68% de toda a extensão territorial brasileira, colocando o país em contato com dez outras nações sul-americanas.

Durante os debates Fahur reforçou a necessidade do combate ao tráfico de armas. “Gostaria de saber das autoridades quais os gargalos da entrada de armas no país, para que a gente tenha noção de como combater. Como eu já disse, o que torna as quadrilhas fortes são as armas”, disse.

Reajustas dos militares

O deputado Fahur também aproveitou os debates da comissão para reforçar a necessidade de reajuste aos salários dos policiais no Paraná. “Os salários estão defasados e já são quatro anos sem reajuste. O governador Ratinho fez um vídeo ao meu lado dizendo que tentaria acertar essa questão e eu acredito que ele vai cumprir. Digo isso, para informar ao amigo, não no intuito de constranger, mas de registrar para ele sobre a nossa realidade”.

Diane Lourenço

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *