PSD lamenta falecimento do senador Arolde de Oliveira

Senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), falecido no dia 21/10/20. Foto: Cláudio Araújo

“É com imenso pesar que recebemos a triste notícia do falecimento do nosso querido, amigo líder senador Arolde de Oliveira. Nós, que tivemos a alegria, o privilégio de conviver com ele, fomos testemunhas de sua dedicação e inteligência. Arolde ajudou a construir nossa democracia e nosso PSD. Fica o seu importante legado. À família, deixamos nossos mais sinceros sentimentos. Que Deus o receba de braços abertos”, disse o líder do PSD na Câmara, deputado Diego Andrade (MG), ao receber a noticia.

Senador Arolde de Oliveira na posse do deputado Diego Andrade como líder do PSD na Câmara, em fevereiro de 2020. Foto: Cláudio Araújo

Arolde de Oliveira tinha 83 anos e foi vítima da covid – 19. É o primeiro senador da República a falecer em decorrência do coranavírus. Natural da cidade de São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul, Arolde construiu a vida política no estado do Rio de Janeiro. Engenheiro e economista, ele foi eleito deputado federal por nove vezes consecutivas e exercia o primeiro mandato de senador.

Parlamentares do PSD usaram as redes sociais para lembrar do importante trabalho do senador Arolde e lamentaram a morte do pessedista.

“É com muita tristeza que recebi a notícia da morte do senador Arolde de Oliveira. Tive a honra de conviver e aprender com ele quando éramos colegas na Liderança do PSD na Câmara. Que Deus na sua mais infinita misericórdia o receba de braços abertos. Á sua família meus afetuosos cumprimentos”, escreveu o deputado Domingos Neto (CE).

O deputado André de Paula (PE) lembrou que Arolde foi o primeiro presidente do PSD no Rio de Janeiro. “Cinco dos meus seis mandatos na Câmara foram exercidos ao lado dele. Gostava muito dele e o admirava na mesma intensidade. O nosso partido perde uma das suas lideranças de maior destaque além de um grande companheiro. O Senado fica mais pobre com a partida de um político honrado, ético e digno e uma referência na política do Rio de Janeiro e do Brasil. Peço a Deus que conforte a família. Descanse em paz, meu amigo”, disse.

“Foi um parlamentar exemplar, sempre participativo nas reuniões de bancada e discussões em prol da população. Muito nos ensinou com a sua experiência e ontem perdeu a guerra contra a Covid 19. Que o nosso Deus console os familiares nesse momento de dor”, publicou no Instagram o deputado Edilázio Junior (MA).

Otto Alencar Filho, deputado federal pela Bahia, disse que recebeu a noticia do falecimento do amigo com enorme pesar: “Arolde ajudou a construir nossa democracia e nosso PSD. Fica o seu importante legado. Á família deixamos nossos mais sinceros sentimentos. Que Deus o receba de braços abertos”.

“Um momento triste para todos nós. Arolde de Oliveira, grande guerreiro e amigo do PSD. Meus sinceros sentimentos aos familiares”, lamentou o deputado Fábio Mitidieri (SE).

Kassab, Hugo Leal (centro), Arolde de Oliveira. Foto: Claudio Araujo

Hugo Leal, do PSD do Rio de Janeiro, lembrou como o colega Arolde foi generoso ao lhe ensinar os caminhos do Parlamento. “Quando cheguei à Câmara, Arolde já estava no seu sexto mandato. Era um homem do diálogo, do entendimento e foi um dos responsáveis pela minha filiação ao PSD. Sempre contei com o apoio dele, inclusive quando fui coordenador do partido no estado. Agradeço todos os momentos de grande aprendizado que tive em sua iluminada companhia”.

“Com tristeza recebemos a noticia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, membro do meu partido e grande figura no campo político. Que Deus conforte os familiares e amigos neste momento”, escreveu o deputado federal Joaquim Passarinho (PA).

Deputado Julio César (PI) lembrou que Arolde sempre foi dedicado e alegre. “Todos nós da família PSD temos orgulho da sua contribuição em prol do Brasil e do crescimento do nosso partido. O seu legado fica. A família e ao povo do Rio deixamos nossos mais sinceros sentimentos. Que Deus o receba de braços abertos”.

Assessoria de comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *