Portal Terra: “Líder do PSD nega que partido faça parte da base de Dilma”

Luciana Cobucci

Após declaração do ministro-chefe Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, de que o PSD teria integrado a base de apoio ao governo Dilma Rousseff, o líder do partido na Câmara, Eduardo Sciarra (PR) negou a afirmação do ministro. Sciarra voltou a afirmar que o partido é “independente”, mas admitiu que a posição pode ser revista.

“Não participamos de nenhuma reunião da base do governo. O PSD mantém sua posição de independência e vamos continuar assim até o final de 2014. Existe uma discussão interna sobre apoiamento para as eleições de 2014 e o PSD está escutando os seus diretórios regionais, lideranças em cada estado para ao longo dos próximos meses definir como vamos caminhar no ano que vem”, disse Sciarra.

O líder do PSD afirmou que mesmo o convite ao vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para assumir a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, com status de ministério, não faz o partido integrar a base de apoio ao governo. “O convite da presidente ao Afif foi pessoal. Não estamos atrás de cargos no governo federal”, disse.

Ao sair de um evento no Senado Federal, nesta quarta, Gilberto Carvalho deu como certa a entrada do PSD na base petista. “O ministro Afif é muito bem-vindo no governo, será recebido de braços abertos, é um assunto importantíssimo da micro e pequena empresa, nós temos certeza de que ele fará um belíssimo trabalho e o partido que ele representa vindo apoiar o nosso governo, ampliando a nossa base, é importante”, disse.

O PSD foi criado em 2011 e já é a quarta maior bancada da Câmara dos Deputados. Idealizado pelo ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o partido atraiu muitos políticos influentes para integrar a legenda, o que fez o governo querer o PSD na base.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *