Montes e Andrade propõem plano plurianual para agronegócio

Deputado Marcos Montes (MG) - Foto: Cláudio Araújo

Deputado Marcos Montes (MG) – Fotos: Cláudio Araújo

Durante comissão geral, nesta quarta-feira (26), que debateu a valorização do café brasileiro, os deputados Marcos Montes (MG), vice-líder do PSD, e Diego Andrade (MG), defenderam a implantação de um plano plurianual para o agronegócio. Os deputados também ressaltaram a importância do café e lamentaram a ausência de estímulos para o setor.

Montes, que é presidente da Frente Parlamentar Mista da Agropecuária (FPA), registrou que a proposta de um novo plano está sendo elaborada pelo colegiado e será apresentada à Mesa Diretora da Câmara em breve. “Esperamos apresentar até o próximo mês um projeto integrado, elaborado com a opinião da indústria, dos produtores e das cooperativas. Um dos nossos objetivos é reestabelecer a parceria que havia entre essas partes em um passado muito recente.”

Para o parlamentar, o plano safra deve ser plurianual para dar garantias aos contratos. “O formato atual, que é anual, impede os avanços que o setor exige. Além da cafeicultura, vamos avançar também nas indústrias de avicultura e suinocultura.”

Deputado Diego Andrade (MG)

Deputado Diego Andrade (MG)

Diego Andrade compartilhou a opinião de Montes. “Todo ano discute-se e aprova-se um novo modelo de contrato, com todas as burocracias que tornam o processo lento e complicado. Basta!”

Segundo ele, o café é uma bandeira importante, que representa quase 15% da pauta de exportação do país. “Milhares de produtores lutam todos os dias por melhores condições. Precisamos apresentar propostas positivas nesse sentido. Sugiro, inclusive, que unamos a FPA com a Frente Parlamentar do Café para trabalharmos pelos interesses do pequeno produtor.”

Carola Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *