Deputado Sargento Fahur critica restituição de norma que beneficia o crime

O Congresso Nacional se reuniu na ultima segunda-feira (19) para analisar vetos presidenciais ao pacote anticrime, exaustivamente discutido na Câmara, com ampla participação dos deputados do PSD. Nesta terça-feira (20) Sargento Fahur (PR) participou de reunião virtual da Comissão de Segurança Pública e criticou a restituição da norma que valida o uso de gravação de áudio e vídeo, pela defesa, sem o conhecimento da polícia ou do Ministério Público.

Deputado Sargento Fahur. Foto: Cláudio Araújo.

Para o parlamentar, esses recursos de gravações são provas importantes que tem colocado muitos bandidos na cadeia quando usados pela acusação e não pela defesa. “Isso é um absurdo. Isso é passar a mão na cabeça de bandido. Bandido deve ser tratado como bandido. Pessoas de bem é que devem ser tratadas com dignidade”, disse.

Manu Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *