Diário do Poder: Divulgada lista dos “Cabeças” do Congresso Nacional

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) divulgou nesta semana uma lista com os 100 mais influentes no Congresso Nacional. O estudo se chama “Cabeças do Congresso” e revela que os partidos mais influentes são àqueles com o maior número de parlamentares: PT, PMDB e PSDB. A surpresa, segundo a entidade, foi com o quarto partido mais influente: o PDT. Isso porque a legenda é a nona na bancada federal.

Trata-se da 20ª edição da pesquisa, onde apenas dez parlamentares entraram para o seleto grupo dos mais influentes do Parlamento brasileiro. São eles: Alessandro Molon (PT-RJ), Anthony Garotinho (PR – RJ), Beto Albuquerque (PSB – RS), Carlos Sampaio (PSDB-SP), Cláudio Puty (PT-PA), Eduardo Sciarra (PSD-PR), Ivan Valente (PSol-SP), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Mendonça Filho (DEM-PE) e o senador Cássio Cunha Lima ( PSDB-PB). Dentre esses, apenas Garotinho é estreante na publicação. Os demais ou estavam em ascensão ou já tinham sido “Cabeças” em outra edições.

Dos partidos da base de apoio ao Governo da presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, o PT apresentou a melhor performance entre os estreantes na elite do Congresso Nacional, já que dois deputados da legenda passaram para o grupo dos parlamentares mais influentes. O PSB e o PSD estão empatados, com um parlamentar cada, entre os novos “Cabeças” do Congresso Nacional.

Entre os partidos que fazem oposição ao Governo Dilma, o PSDB possui dois parlamentares estreantes nos “Cabeças”, um deputado, que retorna, e um senador, que estava em ascensão na edição anterior. O DEM e o Psol contribuíram, cada, com um parlamentar na elite do Congresso nesta edição.

Por região, apenas a Centro-Oeste não possui parlamentar estreante na elite do Congresso. A grande maioria dos parlamentares debutantes na relação dos mais influentes do Parlamento possui mais de um mandato federal.

A presença feminina na pesquisa, em termos proporcionais, é inferior à participação da mulher no Legislativo Federal. Enquanto as mulheres representam 15,31% do Congresso (91, sendo 83 deputadas e oito senadoras), na elite do Congresso Nacional (Câmara dos Deputados e Senado Federal), elas correspondem a apenas 9% (cinco deputadas e quatro senadoras).

São as senadoras Ana Amélia (PP-RS), Kátia Abreu (PSD-TO), Lúcia Vânia (PSDB-GO) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), e as deputadas Alice Portugal (PCdoB-BA), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), Luiza Erundina (PSB-SP), Manuela D´Ávila (PCdoB-RS) e Rose de Freitas (PMDB-ES).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *