Serfiotis e Mitidieri cobram refinanciamento do SUS

Deputado Fábio Mitidieri (SE) - Foto: Cláudio Araújo

Deputado Fábio Mitidieri (SE) – Fotos: Cláudio Araújo

Os deputados Alexandre Serfiotis (RJ) e Fábio Mitidieri (SE) declararam que o refinanciamento da saúde pública pode ser uma saída para os gargalos enfrentados pelo setor na prestação desses serviços à população. Eles cobraram do ministro da Saúde, Arthur Chioro, melhorias na gestão dos investimentos feitos nas unidades de saúde.

Chioro participou de audiência pública realizada, nesta quarta-feira (29), pelas comissões de Seguridade Social e Família (CSSF), Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) e de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN).

Deputado Alexandre Serfiotis (RJ)

Deputado Alexandre Serfiotis (RJ)

Serfiotis criticou o modelo atual e sugeriu ações. “A crise econômica reflete automaticamente nos sistemas de saúde dos municípios, que tiveram suas arrecadações reduzidas. O grande ponto de debate é o refinanciamento do SUS [Sistema Único de Saúde], uma vez que os municípios apresentam dificuldades para investir na área. A responsabilidade é muito alta para poucos recursos”.

Além do refinanciamento do SUS, Serfiotis acredita que outros dois pilares podem melhorar a qualidade do sistema. “A capacitação dos gestores e o combate à corrupção são ações que certamente vão resultar em um SUS forte e de qualidade para a população.”

Mitidieri compartilhou a ideia de que a falta de administração e de recursos são os verdadeiros entraves da saúde. E acrescentou que a aplicação mais adequada dos recursos pode aumentar o número de Unidades Básicas de Saúde (UBS) e auxiliar na compra de ambulâncias.

Chioro afirmou que os desafios da pasta estão no fortalecimento da gestão do SUS, na informatização da saúde, na criação de um instituto de saúde indígena e na reestruturação das Agência Nacional de Saúde (ANS) e de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O deputado Sóstenes Cavalcante (RJ) também participou da reunião.

Carola Ribeiro

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *