Bancada na mídia

JP Online: Entidades suspendem consultas e cirurgias em protesto contra programa Mais Médicos


Após abandonar comissões do governo, entidades médicas prometem ações na Justiça e novos protestos contra o “Ato Médico” e o “Programa Mais Médicos”. Amanhã, a categoria vai suspender o atendimento de consultas, exames e cirurgias programadas, das 7h às 19h. Nos dias 30 e 31, vão ocorrer novas paralisações e, no dia 8 de agosto, haverá a Marcha à Brasília, saindo de todas as capitais brasileiras.  Deixaram as comissões do governo a Federação Nacional dos Médicos, a Publicidade Associação Médica Brasileira, o Conselho Federal de Medicina, a Associação Nacional do Médicos Residentes e as 56 especialidades médicas que pretendiam discutir com as autoridades. O Conselho Federal de Medicina entrou com... Leia mais


Em | Nenhum comentário

O Globo: Google e Microsoft no Brasil não comparecem à reunião na Câmara


RIO – A agência de notícias da Câmara dos Deputados brasileira anunciou nesta terça-feira que uma audiência da Comissão de Defesa do Consumidor para apurar denúncias de espionagem foi cancelada, pois os presidentes das companhias Google e Microsoft no Brasil não compareceram à reunião. Segundo o veículo, a abstenção irritou os deputados, que querem esclarecer questões ligadas à política de privacidade das empresas, às ferramentas de busca e às denúncias de espionagem de dados telefônicos e de e-mail de brasileiros. Leia mais


Em | Nenhum comentário

MercoPress: Brazilian lawmaker blasts ‘unnecessary hostility and arrogance’ towards Paraguay


An influential member of Congress from south Brazil strongly criticized his country’s foreign policy towards Paraguay and Mercosur condemning the ‘unnecessary hostility’ and for abandoning legitimate interests and basic principles for an ‘ideological affinity solidarity’. Leia mais


Em | Nenhum comentário

Folha de S. Paulo: Emendas do Congresso desfiguram proposta para atrair médico


DE BRASÍLIA Emendas apresentadas por deputados e senadores à medida provisória que cria o “Mais Médicos” colocam sob risco os pontos centrais do programa lançado pelo governo federal para facilitar a vinda de médicos estrangeiros ao Brasil e adicionar dois anos a cursos de medicina. Foram propostas 567 alterações ao texto original. Ao menos 58 delas, de congressistas da base do governo e da oposição, atingem a espinha dorsal do programa. Isso porque excluem a criação do 2º ciclo nos cursos de medicina (em que o aluno trabalha no SUS por dois anos) ou porque exigem que o médico estrangeiro tenha seu diploma revalidado para atuar no Brasil – exigência... Leia mais


Em | Nenhum comentário

G1: Maioria do grupo da reforma política defende voto aberto para cassações


A maioria dos deputados que atuarão no projeto de reforma política defende o fim do voto secreto no Congresso para cassação de parlamentares. Dos 14 parlamentares indicados para o grupo, o G1 ouviu 13 e apenas Luciano Castro (PR-RR) disse que seu partido ainda não havia definido uma posição e, por isso, não iria opinar. Os outros 12 foram a favor de voto aberto para cassações – confira abaixo a resposta dada por cada deputado. O grupo de trabalho, formado na semana passada, terá 90 dias para elaborar o projeto que pode mexer nas campanhas, na maneira de votar, na forma de representação e na atuação política dos eleitos dentro... Leia mais


Em | Nenhum comentário

O Globo: MP do programa Mais Médicos já tem 548 emendas apresentadas


Prazo para sugerir alterações ao texto vence nesta segunda-feira André de Souza BRASÍLIA — Editada na semana passada, a medida provisória (MP) que instituiu o programa Mais Médicos já foi alvo de 548 emendas no Congresso. Boa parte delas ataca os dois pontos mais polêmicos do texto, como a obrigatoriedade de os estudantes de medicina que começarem o curso a partir de 2015 terem de trabalhar dois anos no SUS para conseguir o diploma. O outro ponto da discórdia é a possibilidade de trazer médicos formados no exterior sem a necessidade de revalidação do diploma, desde que eles aceitem trabalhar em regiões onde há carência desses profissionais. Nesta segunda-feira, vence... Leia mais


Em | Nenhum comentário

IG – Poder Online: Presidente do Conselho de Ética da Câmara propõe ficha limpa para cargos nomeados


As manifestações nas ruas do país iniciaram um verdadeiro torneio para emplacar projetos que dormem nas gavetas da Câmara dos Deputados. Ricardo Izar (PSD-SP), presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, vem tentando ressuscitar sua versão da Ficha Limpa para cargos nomeados, como diretor de autarquia e presidente de estatal. “Se ficha suja não pode ser deputado, por que pode assumir cargo que tem a caneta?”, questionou ele. Leia mais


Em | Nenhum comentário

O Estado de S. Paulo: Líderes aliados divergem de ideias de Dilma para reforma


O Estado de S. Paulo – 30/06/2013 Líderes no Congresso são contra foro privilegiado e apoiam eleições unificadas Levantamento do “Estado” indica que financiamento público e voto em lista não seriam aprovados. Oposição estuda temas Se o Congresso decidisse votar hoje uma reforma no sistema político, os parlamentares acuados pelas ruas, estariam dispostos a aceitar o fim do foro privilegiado e concordariam em unificar a data das eleições. Duas das principais bandeiras do PT, no entanto, dificilmente sairiam do papel. De acordo com levantamento feito pelo Estado com os líderes dos principais partidos na Câmara e no Senado, o financiamento público exclusivo das campanhas eleitorais e o voto em lista... Leia mais


Em | Nenhum comentário

G1: “Câmara aprova projeto que disciplina atuação de empresas de desmanches”


Projeto prevê cadastramento em banco de dados das peças desmontadas. Antes de virar lei, proposta terá de ser submetida à votação dos senadores. Fabiano Costa e Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (5) projeto de lei que regulamenta a atuação no país das empresas de desmanches de veículos. A proposta, de autoria do deputado Armando Vergílio (PSD-GO), será submetida à análise dos senadores antes de seguir para a sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff. O projeto prevê, entre outros pontos, punições para as empresas que não cumprirem as determinações da legislação, como o cadastramento das peças desmontadas em um banco de dados... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Coluna de Liliana Lavoratti: Candidaturas à parte


Apesar de manter um relacionamento cortês com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o líder do PSD na Câmara, Eduardo Sciarra (PR), já firmou  posição que o partido deverá sair com candidatura própria ao governo do Paraná, no próximo ano. Ainda assim, o PT tenta seduzi-lo para  sair como vice na chapa de Gleisi para governadora do Paraná. Leia mais


Em | Nenhum comentário