Delegado Éder Mauro

CPI dos crimes cibernéticos analisa caso Volkswagen


A Comissão  Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga crimes cibernéticos ouviu em audiência pública, nesta quinta-feira (25), o diretor de assuntos governamentais da Volkswagen, Antônio Megale, sobre a polêmica dos carros com motores a diesel equipados com um chip que adultera os resultados de testes de verificação do nível de emissão de poluentes dos veículos. O deputado Delegado Éder Mauro (PA) cobrou transparência no acompanhamento do caso. Leia mais


Em | Nenhum comentário

CPI de Crimes Cibernéticos discutirá terrorismo na web


A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a prática de crimes cibernéticos e seus efeitos, aprovou nesta quinta-feira (18), o requerimento 140/16, de autoria do deputado Delegado Éder Mauro (PA), para realização de audiência pública. O objetivo é  discutir possíveis ameaças terroristas durante os jogos olímpicos no Rio de Janeiro. Leia mais


Em | Nenhum comentário

Programa para recuperação de dependentes químicos aguarda parecer


    No Brasil, segundo dados da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas do Ministério da Justiça, mais de um milhão de pessoas são usuários de drogas derivadas da cocaína, sendo a dependência química considerada um problema de saúde pública. Para o deputado Delegado Éder Mauro (PA), o tratamento de dependentes químicos resguarda o direito fundamental à vida. Leia mais


Em | Nenhum comentário

Arquipélago do Marajó pode ter fundo próprio de desenvolvimento


A Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) aprovou, nesta quarta-feira (9), parecer do deputado Delegado Éder Mauro (PA) ao Projeto de Lei 2.877/15, que prevê a criação do Fundo de Desenvolvimento Econômico da Mesorregião Geográfica do Arquipélago do Marajó, composta por 16 municípios da região Norte. Leia mais


Em | 1 COMENTÁRIO

Folha.com: Governo espera anular eleição de chapa do impeachment no STF


O governo federal espera que o STF (Supremo Tribunal Federal) anule a vitória nesta terça-feira (8) da chapa oposicionista para a composição da comissão especial que analisará a abertura ou arquivamento do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Nesta terça-feira (8), o PCdoB recorreu à Suprema Corte para derrubar a chapa da oposição e para evitar que a eleição fosse secreta. O caso será analisado pelo ministro Luiz Edson Fachin. Caso a eleição não seja cancelada, o PT pretende fazer uma ofensiva jurídica para reverter o resultado. Deputados discutem em frente a urnas de votação na Câmara Para o líder do PT na Câmara dos Deputados, Sibá Machado... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Carta Capital Online: Com 272 votos, chapa da oposição é eleita para comissão do impeachment


Impeachment Antonio Augusto/Câmara dos Deputados Cunha: sem decisão do Conselho de Ética, com tumulto na Câmara A série de cenas que levaria à eleição da chapa da oposição para a comissão especial que será responsável por analisar o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff começou a ser composta bem antes do fim da tarde da terça-feira 8. A coroação de uma série de desmandos envolvendo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), rendeu uma tumultuada votação secreta na qual 272 parlamentares escolheram a chapa da oposição, enquanto 199 optaram pela governista. O número de 199 deputados pró-governo deve provocar certa apreensão no Planalto. Para evitar que o processo seja... Leia mais


Em | Nenhum comentário

G1 – Globo: Veja os integrantes da chapa eleita para a comissão do impeachment


Integrantes de chapa avulsa foram eleitos em votação secreta no plenário. Em meio à votação, houve confusão e deputados quebraram urnas. Em votação secreta, a Câmara dos Deputados elegeu nesta terça-feira (8), por 272 votos, a chapa alternativa integrada por deputados de oposição e dissidentes da base governista para a comissão especial do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Veja os integrantes da chapa alternativa: PMDB (8 vagas) Osmar Terra (RS) Lelo Coimbra (ES) Carlos Marum (MS) Lúcio Vieira lima (BA) Manoel Junior (PB) Mauro Mariani (SC) Flaviano Melo (AC) Osmar Serraglio (PR) PSDB (6 vagas) Carlos Sampaio (SP) Bruno Covas (SP) Shéridan (RR) Rossini (PR) Nilson leitão (MT)... Leia mais


Em | Nenhum comentário

G1 – Globo: Câmara divulga chapa oficial para eleição da comissão do impeachment


Primeira versão da lista tem 49 nomes, mas 2 devem disputar pela oposição. Oposição e dissidentes da base registraram chapa alternativa com 39 nomes. A chapa oficial de candidatos para a comissão especial que analisará o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff tem 49 candidatos, de 20 diferentes partidos, informou nesta terça-feira (8) a Secretaria-Geral da Câmara (veja os nomes ao final da reportagem). Esses deputados vão disputar com os indicados da chapa alternativa, lançada nesta terça pela oposição e por parlamentares dissidentes da base aliada. Os dois parlamentares indicados pelo PSC para o colegiado deputados Marco Feliciano (SP) e Eduardo Bolsonaro (SP) integram a chapa oficial e também... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Veja.com: Oposição protocola chapa paralela para comissão do impeachment


A presidente Dilma Rousseff (Ueslei Marcelino/Reuters) Partidos de oposição e deputados que se classificam como independentes protocolaram às 13h50 desta terça-feira uma nova chapa para concorrer à formação da comissão que vai analisar o pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. O documento reúne 39 nomes, de 13 partidos, para a composição do colegiado. Como a comissão tem de ter 65 nomes, os demais ainda precisarão ser eleitos. Para que fosse formalizada, eram necessários no mínimo 33 nomes. Depois de uma manobra dos oposicionistas, que se rebelaram contra a possibilidade de serem escolhidos, dentro do PMDB, apenas integrantes alinhados ao Palácio do Planalto, a indicação e escolha da chapa... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Bancada avalia cenário para análise do impeachment


Em sessão que decidiu a composição da comissão especial que vai analisar a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, nesta terça-feira (8), 272 parlamentares votaram na chapa alternativa à indicação dos líderes partidários, chamada de Chapa 2. Os pessedistas que disputaram uma vaga ressaltaram que o equilíbrio e a independência devem prevalecer sobre as suposições ou precipitações. Leia mais


Em | Nenhum comentário