Atendimento do Detran para pessoa com deficiência deve ser regionalizado

O Deputado Federal Walter Tosta (PSD-MG) participou nesta quarta-feira (23) da reunião ordinária da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.  O assunto da pauta foi a estrutura de atendimento à pessoa com deficiência no Departamento de Trânsito do Estado de Minas Gerais – Detran/MG.

Como representante dos deputados federais por Minas, Walter Tosta chamou atenção para as inúmeras dificuldades que uma pessoa com deficiência tem para tirar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH. “São várias etapas a serem cumpridas, conforme a legislação. No entanto,  parte do processo acontece em Belo Horizonte e boa parte dos candidatos do interior do Estado não têm condições financeiras de se deslocar para a capital mineira. Eles têm despesa com hospedagem, alimentação, acompanhante. Por causa disso, eles perdem todo longo processo que se submeteram”, explicou.

O chefe do Detran/MG Anderson França disse que os exames para avaliar qual adaptação é necessária instalar no veículo é a única etapa feita na capital mineira. Porém, França defendeu a regionalização do Detran como forma de facilitar o atendimento em todo o estado.

Representante da Associação das Pessoas com Deficiência de Contagem Maurício Peçanha sugeriu que o órgão faça parcerias com os municípios.

Deputado está preocupado com os estudantes deficientes

Outro tema que foi abordado na Comissão são os crescentes casos de estudantes deficientes que estão sendo obrigados a estudarem no turno da noite nas escolas públicas municipais e estaduais de Minas. O motivo, segundo o Deputado Walter Tosta é o despreparo de professores e servidores que não sabem como lhe dar com um aluno especial nas escolas.

O Deputado Estadual Dr. Wilson Batista (PSD), que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, atendeu a sugestão de Tosta para convocar uma audiência pública e ouvir o secretário municipal de educação de Belo Horizonte e o secretário de estado de educação. “Precisamos saber o que está acontecendo em nossas escolas. Como, em pleno século XXI, alunos da rede pública não têm condições de estudar em horário integral por falta de qualificação e preparo dos nossos educadores? Minas precisa ser exemplo para o país”, exclamou o Deputado Walter Tosta.

Paulo Seabra
Assessor de imprensa do dep. Walter Tosta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *