Rosso pede adiamento de votação da Reforma da Previdência

Vice-líder do governo na Câmara, o Deputado Rogério Rosso (DF) pediu ao Presidente Michel Temer (MDB) que considere adiar a votação da Reforma da Previdência, em reunião no Palácio do Planalto. Nas contas do parlamentar, “não há hipótese alguma” de o texto atual chegar aos 308 votos necessários para aprovação.

“Reconheço o esforço pessoal do Presidente Temer e entendo o problema fiscal que paira sobre o país, mas votar a reforma como está não garante avanço econômico. Vejo o texto muito aquém das necessidades do trabalhador. Se colocar para votação como está vai ser derrotado”, analisou.

Rosso também fez uma breve avaliação do cenário do país em caso de derrota do governo. “Uma derrota é muito pior. Ao meu ver, adiar a votação distenciona a política brasileira. É o melhor caminho, já que acredito que o governo ainda precise de ao menos 70 votos.”

Durante o encontro com Temer, o parlamentar apresentou as principais reivindicações de servidores dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). “Não somos demagogos muito menos submissos. Há uma obstinação, por parte do presidente, de que a reforma seja aprovada. Vejo outras matérias importantes que devem ser votadas como antes como a taxação de impostos sobre grandes fortunas e a própria Reforma Tributária.”


Saiba mais

Previdência volta a ser discutida e Goulart se posiciona contra a reforma

PSD debate Reforma da Previdência com Ministro Meirelles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *