Júlio César busca recursos para recuperação de barragens no Piauí

Um relatório do Ministério do Desenvolvimento Regional informou que existem cinco barragens no Piauí na categoria de risco e dano potencial. Quatro delas, inclusive o açude Caldeirão, em Piripiri, foram classificadas com A na categoria de risco. As demais são Marrecas, Caraíbas, Emparedado e Piaus.

As barragens estão sob responsabilidade da Codevasf e do Dnocs. Para ações emergenciais, o ministério está anunciando a liberação de R$ 3,28 milhões. O objetivo é evitar mais desastres como o de Brumadinho.

O Ministério do Desenvolvimento Regional levantou os custos para implementação de ações de reabilitação: serão necessários R$ 480 mil par Marrecas; R$ 500 mil para Caraíbas e R$ 540 mil para Emparedado. Essas estariam sob responsabilidade da Codevasf. As barragens de Piaus precisará de R$ 740 mil e o Caldeirão de R$ 1,03 milhão para essas ações emergenciais.

Deputado federal Julio César (PI). Foto: Cláudio Araújo

“Essas são as barragens em situação de maior risco, segundo o Governo Federal. Todas passarão por um projeto de reabilitação. O ministério ainda vai buscar recursos”, informou o deputado federal Júlio César (PSD).

Ele disse ainda que o plano de ações para reabilitação de barragens do Governo Federal é o projeto mais arrojado de proteção e de recuperação de barragens dos últimos tempos. “A situação do Nordeste é caótica.”

Assessoria de comunicação do deputado

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *