Goulart é a favor da impressão do voto por medida de segurança

Durante debate na Comissão de Ciência e Tecnologia o deputado federal Goulart (SP) manifestou que é a favor da impressão do voto. Ele sugeriu que fosse feito por amostragem, por exemplo, em 10% das urnas. “Nós temos que fazer essa votação eletrônica e impressa e dar segurança para o eleitor, pois há hackers em eleições de clubes esportivos e nos celulares. Será que só as urnas de eleições que estão livres de fraudes?”, questionou.

Em junho, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou o voto impresso nas eleições de 2018, para eventual conferência dos resultados da disputa. Os ministros alegaram que a medida coloca em risco o sigilo do voto. A audiência pública na Comissão buscou trazer esclarecimentos sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o voto impresso, a ADI 5.889.

A impressão de votos que estava prevista para este ano atenderia a Lei 13.165/15, que afirma que: “no processo de votação eletrônica, a urna imprimirá o registro de cada voto, que será depositado, de forma automática e sem contato manual do eleitor, em local previamente lacrado”.

Fonte: Valéria Amaral

Assuntos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *