Marcos Montes

Estadão.com.br | Política: Ruralista diz que pedirá a Temer intervenção do Exército em caso de invasão de terras


Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária acrescenta que seria preciso alterar a Constituição porque ‘Estados não suportam mais a confusão’; ele argumenta que quer ‘garantir o direito à propriedade’ Brasília – O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), o deputado Marcos Montes (PSD-MG), afirmou nesta quarta-feira, 27, que entre as propostas que irá entregar ao vice-presidente Michel Temer está uma que pede a intervenção do exército em caso de invasão de terras e bloqueios de estradas. Segundo ele, para isso seria necessária uma mudança na Constituição. “Os Estados não suportam mais a confusão que às vezes se instala em suas regiões. Precisamos que esses movimentos não sejam mais municiados... Leia mais


Em | Nenhum comentário

G1 – Globo: Temer recebe no Planalto entidades ligadas ao agronegócio


Vice-presidente tem se reunido com representantes de diferentes setores. Mais cedo, ele se reuniu com Renan; agenda ainda prevê confederações. O vice-presidente da República, Michel Temer, recebeu na tarde desta quarta-feira (27) em seu gabinete, no prédio anexo ao Palácio do Planalto, representantes de ao menos dez entidades ligadas ao agronegócio. Em meio ao andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, Temer tem se reunido diariamente com seus principais conselheiros políticos, além de deputados,senadores e dirigentes de diversos partidos, representantes da indústria, dos bancos e das centrais sindicais. Segundo a assessoria de Temer, participaram do encontro desta quarta no Planalto representantes do Instituto Agrônomo de Pernambuco, da Associação... Leia mais


Em | Nenhum comentário

correiobraziliense.com.br: Ruralista vai pedir a Temer intervenção do Exército em caso de invasões


Para o deputado Montes, pedir essa intervenção não remete à ditadura militar O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Marcos Montes (PSD-MG), disse que pretende incluir pedido de intervenção do Exército em caso de invasão de terras e bloqueios de estradas entre as propostas que irá entregar ao vice-presidente Michel Temer. Segundo ele, para isso seria necessária uma mudança na Constituição. “Os Estados não suportam mais a confusão que às vezes se instala em suas regiões. Precisamos que esses movimentos não sejam mais municiados pelo governo, como tem ocorrido com o MST”, disse ao chegar para uma reunião com Temer nesta quarta-feira (27/4). Para Montes, pedir essa intervenção... Leia mais


Em | Nenhum comentário

O Globo Online: Deputado vai pedir a Temer que governo pare de ‘municiar’ movimentos sociais do campo


Marcos Montes (PSD-MG) se reúne nesta quarta-feira com o vice-presidente BRASÍLIA – O deputado Marcos Montes (PSD-MG), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), afirmou ao chegar a uma reunião com o vice-presidente Michel Temer que vai solicitar que o eventual governo pare de “municiar” movimentos sociais do campo, e que consultou o Exército para que as Forças Armadas possam agir para garantir a “paz no campo”. – Recebi agora há pouco no gabinete integrantes do Exército brasileiro – declarou Montes, e completou: – Para que ele (Exército) possa realmente ajudar o setor a ter mais paz no campo. Não são os fazendeiros ou produtores que irão entrar em luta... Leia mais


Em | Nenhum comentário

UOL Notícias | Agência Estado: Temer se reúne com ruralistas e Dilma recebe Kátia Abreu


Brasília – Representantes do agronegócio vão se reunir nesta quarta-feira, 27, com o vice-presidente Michel Temer. A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e pelo menos mais 10 entidades devem participar do encontro, que ocorrerá no anexo II do Palácio do Planalto. O objetivo é entregar um documento de sete páginas com propostas e os principais entraves que emperram o desenvolvimento da agropecuária. Entre as ações está a proposta de extinção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O fim da companhia é tema recorrente desde o governo Fernando Collor de Mello, quando a Conab foi criada depois da fusão de três órgãos federais: Cobal, Cibrazem e CFP. O projeto original era... Leia mais


Em | Nenhum comentário

correiobraziliense.com.br | Política: Temer se reúne com ruralistas e Dilma recebe Kátia Abreu nesta quarta-feira


Ruralistas e a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, vão entregar um documento com propostas e os principais entraves que emperram o desenvolvimento da agropecuária Representantes do agronegócio vão se reunir nesta quarta-feira, 27, com o vice-presidente Michel Temer. A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e pelo menos mais 10 entidades devem participar do encontro, que ocorrerá no anexo II do Palácio do Planalto. O objetivo é entregar um documento de sete páginas com propostas e os principais entraves que emperram o desenvolvimento da agropecuária. Entre as ações está a proposta de extinção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O fim da companhia é tema recorrente desde o governo Fernando Collor... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Carta Capital Online | Política: Temer, esperança da bancada BBB


Opinião Ascom / VPR Temer vai substituir o “empecilho” Dilma Rousseff A ascensão de Michel Temer à Presidência da República, a ser confirmada pelo Senado até a metade de maio, pode propiciar um ambiente favorável para a chamada bancada BBB (Boi, Bala e Bíblia). Forças altamente relevantes no Congresso mais conservador desde de 1964, parlamentares evangélicos, ruralistas e ligados à segurança pública preparam uma coleção de pautas polêmicas para serem aprovadas até 2018, muitas das quais não têm apoio do PT e do governo Dilma Rousseff. A principal bandeira dos ruralistas, a PEC 215, que dá ao Legislativo a palavra final na demarcação de terras indígenas, deve ser objeto de... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Estadão.com.br – Últimas notícias: Negociações entre ruralistas e dirigentes indicam troca de Kátia Abreu em eventual governo Temer


Presidente do PRB esteve com integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária, acompanhado de deputado do partido, e negou que tenha pedido apoio para sigla ficar com pasta do setor Brasília – As articulações em torno da sucessão de Kátia Abreu no Ministério da Agricultura se intensificaram nesta semana. Conforme se aproxima a votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado, partidos e grupos de interesse tentam fechar consenso em torno de um nome. Na tarde desta terça-feira, o presidente do PRB, Marcos Pereira, participou de um almoço com integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), em Brasília. Acompanhado do deputado Cesar Halum (PRB-TO), negou que... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Blog do Fernando Rodrigues – UOL: Ruralistas querem Temer usando Exército para reprimir conflitos agrários


Bancada do agronegócio discute tema em almoço nesta 3ª Objetivo é “resgatar papel” das Forças Armadas, diz deputado Militantes do MST enfrentam policial militar em manifestação em Brasília, em 2013 Congressistas da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) pedirão a Michel Temer que empregue as Forças Armadas para “mediar” conflitos por terras no país, caso ele assuma a Presidência. A ideia fará parte de um documento público que a Frente e entidades do agronegócio estão preparando. As propostas serão entregues ao vice-presidente em breve, possivelmente ainda nesta semana. As informações são do repórter do UOL André Shalders. Entidades do setor fizeram uma reunião sobre o assunto na noite de ontem (25.abr.2016),... Leia mais


Em | Nenhum comentário

Folha.com | Poder: Boi, Bíblia e bala: ‘bancada BBB’ engrossa derrota de Dilma na Câmara


A votação a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff foi reforçada pela chamada “bancada BBB” da Câmara: do boi, da Bíblia e da bala. Ela reúne membros dos blocos ruralista, evangélico e da segurança pública. Se o processo fosse votado apenas por essas bancadas, o resultado seria ainda mais desfavorável ao governo. Enquanto no cômputo geral 72% dos deputados foram favoráveis ao impeachment, na bancada evangélica o mesmo índice seria de 84%. Já na bancadas ruralista e “da bala”, a votação seria de 83% e 81%, respectivamente. Para a aceitação do processo contra Dilma eram necessários 67% dos votos. O cruzamento feito pela Folha teve como base a lista... Leia mais


Em | Nenhum comentário